sábado, outubro 28, 2006

Café Java

São loucos todos os que pensam
São loucos todos os que escrevem
São loucos os que trauteiam
músicas sem sentido no meio da estrada,
todos os que caminham sem destino
todos os que acreditam no sonho
todos os que sonham num dia melhor
num futuro melhor,
todos os que acreditam no amor
todos os que correm para os comboios
todos os que, de madrugada, bebem
e falam sem parar,
todos os que se sentem boémios
todos os que fumam fora da idade
todos os que acreditam em magia
todos os que se sentam sozinhos
em mesas para dois.
Porque todas as mesas são para dois!
todos os que sorriem nas viagens
todos os que cantam a alta voz
todos os que decidem escrever um livro
todos os que representam debaixo de luzes
todos os que todas as noites adormecem
sozinhos...
todos os que escrevem poemas
enquanto esperam
todos os que se dizem artistas.
São loucos, os que acreditam que podem escolher
todos os que acreditam.

Sem comentários:

Seguidores