domingo, outubro 08, 2006

o homem que ensinou o mundo a dançar...

Saiu na edição do 'Y' - no Público - na passada sexta feira (6 de Out'06) um artigo sobre um homem que mudou o mundo da música, que deu á motown razões para ser a editora mais jovem num mundo de jovens.
Ouvi-lo, é conseguir perceber o que o mundo queria nos anos 60/70. os jovens queriam ser ainda mais jovens e os velhos não queriam sentir ou sequer pensar na gravidade!
Sly Stone, ou como foi conhecido - Sly and the Family Stone - deu ao mundo aquilo que décadas mais tarde se usufruíria no seu esquecimento, a música de negros feita para um mundo onde não devia existir diferença de cores, e se existisse (numa América que lidava na altura com a segregação e a emancipação feminina), então Sly era 'o mais negro de todos os negros'.
Podemos sentir o génio em cada uma das notas que se ouvem nas músicas dos seus discos. os mais antigos a reflectir uma atitude vanguardista (tendo em atenção o período em que se vivia) e uma garra capa zde nos fazer sentir que viajamos no tempo e estamos em Woodstock a tentar dançar com este homem que vestiu e deu corpo à soul music.
Uma pequena descoberta feita num fim-de-semana atarefado, mas que vale a pena partilhar...

Sem comentários:

Seguidores