segunda-feira, outubro 08, 2007

para ti, se leres...




leio-te ao longe,
vejo-te perto de mim,
na madrugada procuro
as palavras sem som que lanças ao mundo
espero ansioso por te ler outra e outra vez
guardo a memória da tua voz,
já na saudade de te ouvir
em pleno, de te ouvir.

"será que sentem o cheiro da minha pele?"


Sem comentários:

Seguidores