terça-feira, dezembro 18, 2007

calor gelado...

como diziam uns meninos gunas hoje ao sair do metro quando chegava a casa depois do trabalho: "Está assim um calor gelado, nun éhn?" (estou a tentar reproduzir o sotaque acentuado.).
A verdade é que o Porto e arredores, estão imersos num frio gelado como eu não tenho lembrança de ter alguma vez vivido em todo o meu tempo de vida.
as caminhadas na rua, nem que seja só para atravessar uma estrada começam a ser uma prova de sobrevivência, ou um concurso para ver quem é que consegue que se veja o mínimo de superficie corporal... o ideal seria mesmo só se verem os olhos, e as mãos espreitarem para fora da luvas apenas quando fosse estritamente necessário...
este "calor gelado" como diziam os outros entranha-se no corpo e no cérebro de tal maneira que quase se torna impossível de raciocinar... enfim.
O Natal aproxima-se como uma manada (??) de cavalos a galoparem furiosamente por uma ravina, ou uma bola de neve que se aproxima do sopé da montanha ( será mais apropriada esta imagem), as pessoas atropelam-se na rua para tentarem chegar primeiro àquilo que poderá ser a pechincha do ano para aqueles parentes a quem temos mesmo que oferecer alguma coisa...
a minha vida entretanto ainda está enfiada em projectos e afazeres que me roubam quase todo o tempo, mas mesmo assim já tenho quase tudo pronto para a noite de natal... e os jantares anteriores e posteriores a essa noite...
já está, mais uma prenda feita para a minha amiga oculta!!!

Sem comentários:

Seguidores