domingo, dezembro 23, 2007

narrativas

acordou sobressaltado, e no meio da penumbra conseguia vislumbrar a roupa que tinha usado na noite anterior. estava pendurada na cadeira, a camisola azul que a sua mãe lhe oferecera pelo seu aniversário estava em risco de cair a qualquer momento, como se teria aguentado ali a noite toda ninguém sabe.
lentamente começou a recuperar os sentidos e ainda na penumbra começou a ouvir a chuva que caía no seu telhado...olhou para o seu lado direito e como todos os dias lembrava-se dela e da falta que ela fazia ali.
Voltou a olhar para a roupa e decidiu começar o dia, olhou para o relógio e já eram quatro da tarde...

Sem comentários:

Seguidores