sexta-feira, dezembro 07, 2007

postagens a mil à hora - perfect day

fui ver á biblioteca almeida garret, “bagos de romã” um trabalho de uma menina que é a rosário (a segurança do vale o que vale para os que foram ver, para quem não viu está aqui a foto dela também...) um trabalho com pessoas, com pessoas que acima de tudo são diferentes, de uma maneira ou de outra são diferentes de nós, fisicamente e mentalmente diferem de nós em vários aspectos e igualmente na simplicidade com que fizeram as coisas... a escolha musical ajudava bastante e puxava a lágrima, especialmente nesta altura natalícia em que os corações estão mais aptos a partir porque congelam.
tocou-me por ser um trabalho difícil, com pessoas que não devem ser nada fáceis de se lidar, não por elas, mas pelos muitos estigmas que a sociedade nos grava no pensamento e caímos facilmente em erros difíceis de controlar...
mas também me marcou por ser um trabalho de uma beleza quase instantânea que apelava aos nossos sentimentos mais fortes e ao mesmo tempo àqueles que são mais simples... fez-me lembrar “a hora em que não sabíamos uns dos outros” peter handke mas com uma simplicidade enorme de pessoas que devem encontrar dificuldades nas coisas mais simples (para nós) como andar e falar... situações de relações entre uns e outros, mas sobressaíam os sorrisos, as caras envergonhadas de alguns e o prazer de se mostrar de outros... nina simone, lhasa entre outros cantavam nesta brincadeira, nestes pequeninos bagos de rõma que subiram ao palco na noite de 3ªfeira (4 de dezembro) e que me encantaram com aquilo que fizeram, foi um bom momento ao final da noite, e para eles deve ter sido e para mim fizeram daquele dia um verdadeiro perfectday...
fez-me pensar que ás vezes não é preciso muito para se atingir a beleza ou a perfeição e que muitas vezes perdemos demasiado tempo em coisas pequeninas e em problemas que na realidade não o são... os problemas variam de pessoa para pessoa, e cada um vive com os seus problemas na sua medida, mas é bom pensarmos que ás vezes temos de olhar para além de nós...

Sem comentários:

Seguidores