segunda-feira, maio 04, 2009

far from heaven

"Ela estava ali, sem vida, deitada de través na cama, a cabeça pendente, o rosto pálido meio oculto pelos cabelos.
Esta visão não me larga: os braços lívidos, o corpo sem vida atirado para cima do leito nupcial pelo criminoso. Como pude sobreviver a um tal espectáculo? Ai de mim, a vida é tenaz e prende-se ainda mais àqueles que a odeiam."

Frankenstein,
Mary Shelley

Sem comentários:

Seguidores